HOMEM-BOMBA: declarações do ex-genro de Socorro Waquim poderão ser investigadas pelo Ministério Público a pedido do vereador Uilma Resende



O vereador Uilma Resende (PDT), usou a tribuna da Câmara de vereadores na sessão de ontem, segunda-feira (01/12) para informar que irá pedir ao Ministério Público de Timon que investigue as denúncias de Jeferson Sampaio, ex-genro da ex-prefeita de Timon, Socorro Waquim.


Uilma Resende afirma que Jeferson, numa possível discussão com Ulisses Waquim, no Facebook chegou a dizer que era quem ia buscar dinheiro “ errado “para melhorar a vida do filho da ex-prefeita, dando a entender que ele (Jeferson) poderia ser um possível "Operador Financeiro" do grupo Waquim.



De acordo com o vereador, as denúncias são gravíssimas  e precisam ser esclarecidas, pois segundo as declarações externadas por Jeferson, cita algo relacionada com o PAC, terrenos e milhões de reais envolvidos.



Uilma observa que a postagem de Jeferson chegou a ser retirada do ar, mas vários prints da página com a conversa foram retirados e circulam nas redes sociais, WhatsApp e outros meios de comunicação.



“Jeferson fala em verbas federais, PAC,exame da OAB, compra de diploma e de um tal de Paulo Newman, que pelas nossas investigações seria um assessor do ex-ministro da saúde, Alexandre Padilha. Queremos ver estas colocações do senhor Jéferson Sampaio todas elas devidamente esclarecidas, por isso vamos procurar o ministério público”, salientou o vereador do PDT.


Até o devido momento, Ulysses Waquim e família não se pronunciarão sobre o assunto, que começou com uma acusação de estelionato na cidade de Luís Correia-PI, envolvendo sua ex-sogra; a ex-prefeita Socorro Waquim.

Pelo visto muita água irá rolar debaixo dessa ponte... Vamos aguardar a Justiça se pronunciar sobre o caso que é o assunto do momento em toda a cidade de Timon.

Com informações do blog Elias Lacerda
Fotos: internet

0 comentários:

Postar um comentário